• Rua José Bonifácio 2355 sala 812 - Santa Maria - RS
  • Seg à Sex - 8h às 12h - 14h às 18h

1º AZpire Hematology Summit

Participei, ao longo deste sábado, 02/07/2022, do 1º AZpire Hematology Summit, realizado em São Paulo (SP).⁣

Ao longo do dia, o evento abordou Leucemia Linfocítica Crônica e Linfoma do Manto, com a discussão de casos clínicos, possiblidades de individualização do tratamento, avanços e o futuro do enfrentamento a estas doenças.⁣

#hematologistajuliana #hematologista #saúde #hemato #medicina
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
☎️ Agende sua consulta pelo telefone (55) 3025-2400
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
👩‍⚕️ Dra. Juliana Chiodelli Salvador
Hematologista e Hemoterapeuta
CREMERS 33629 – RQE 31312
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
✅ Convênio com Ipe Saúde
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
📍 Rua José Bonifácio, 2355 – Sala 812
Policlínica Provedor Wilson Aita – Santa Maria / RS
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🌐 www.julianasalvador.med.br

Dia Mundial do Doador de Sangue

O sangue é fundamental para tratamentos e intervenções urgentes e pode ajudar pacientes que sofrem de condições com risco de vida, além de apoiar procedimentos médicos e cirúrgicos complexos. Ele também é vital para o tratamento de feridos durante emergências de todos os tipos e tem um papel essencial nos cuidados maternos e neonatais.

Mas o acesso a sangue seguro ainda é um privilégio inacessível a muitos. A maioria dos países de baixa e média renda luta para disponibilizar sangue seguro porque as doações são baixas e o equipamento para testar o sangue é escasso. Globalmente, 42% do sangue é coletado em países de alta renda, que abrigam apenas 16% da população mundial.

Um suprimento adequado de sangue só pode ser garantido através de doações regulares e voluntárias. Por este motivo, a Assembleia Mundial da Saúde, em 2005, designou um dia especial para agradecer aos doadores e incentivar mais pessoas a doar sangue voluntariamente. A data de 14 de junho foi instituída em homenagem ao nascimento de Karl Landsteiner, imunologista austríaco que descobriu o fator Rh e as várias diferenças entre os tipos sanguíneos.

Além de agradecer aos doadores, é um dia de conscientizar sobre a necessidade global de sangue seguro e de como todos podem contribuir. Por meio da campanha, mais e mais pessoas em todo o mundo são convidadas a se tornarem salvadores, oferecendo-se voluntariamente para doar sangue de modo regular.

Em Santa Maria, é possível fazer a doação no Hemocentro, que deve ser agendada pelo telefone (55) 3221 5262. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, e no terceiro sábado do mês das 8h às 12h. Também é possível agendar a doação pelo WhatsApp (55) 984288274 no horário de atendimento do Hemocentro ou pelo site: https://saude.rs.gov.br/agendamento-para-doacao-de-sangue.

#hematologistajuliana #hematologista #saúde #hemato #medicina
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
☎️ Agende sua consulta pelo telefone (55) 3025-2400
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
👩‍⚕️ Dra. Juliana Chiodelli Salvador
Hematologista e Hemoterapeuta
CREMERS 33629 – RQE 31312
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
✅ Convênio com Ipe Saúde
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
📍 Rua José Bonifácio, 2355 – Sala 812
Policlínica Provedor Wilson Aita – Santa Maria / RS
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🌐 www.julianasalvador.med.br

5º TAKEDA Oncology Forum 2022

Participo, nesta sexta e sábado (13 e 14/05/2022), do 5º Takeda Oncology Forum 2022, em Campinas, SP.⁣
O evento reúne especialistas em onco-hematologia e oncologia para discutir os principais avanças em diagnóstico e tratamento de linfomas, mieloma múltiplo, linforma Hodgkin e câncer de pulmão, com conteúdos atualizados para uma troca de experiências e aprimoramento dos conhecimentos.⁣
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⁣
☎️ Agende sua consulta pelo telefone (55) 3025-2400⁣
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⁣
👩‍⚕️ Dra. Juliana Chiodelli Salvador⁣
Hematologista e Hemoterapeuta⁣
CREMERS 33629 – RQE 31312⁣
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⁣
✅ Convênio com Ipe Saúde⁣
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⁣
📍 Rua José Bonifácio, 2355 – Sala 812⁣
Policlínica Provedor Wilson Aita – Santa Maria / RS⁣
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⁣

Dia Mundial da Hemofilia

Celebrado em 17 de abril, o Dia Mundial da Hemofilia é marcado por ações de conscientização sobre esta doença que afeta 1 em cada 5.000 meninos nascidos e pode ser fatal em casos mais graves.

A data foi estabelecida em 1989, para homenagear o aniversário de Frank Schnabel, fundador da Federação Mundial da Hemofilia, que buscava, com ações e mobilizações, desmistificar as causas, sintomas e dificuldades das pessoas que convivem com a patologia.

A hemofilia é uma condição rara, na maioria das vezes hereditária, que se caracteriza pela dificuldade de coagulação do sangue. Isso ocorre pela falta ou diminuição de algumas proteínas no corpo, conhecidas como fatores, que são encarregadas por este processo. Pessoas com esta condição possuem dificuldade de cessar sangramentos naturalmente, podendo conviver com hematomas, inchaço e dores, ou até mesmo com problemas mais sérios, como a redução da mobilidade e, em casos mais raros, lesões em órgãos vitais.

A maioria das ocorrências são diagnosticadas em meninos nos primeiros anos de vida. Estimativas dão conta de que quase 12 mil pessoas convivem com a hemofilia no Brasil.

O tipo A representa 80% dos casos e é causado pela deficiência do Fator VIII, e se caracteriza por indivíduos que possuem baixa ou nenhuma produção deste fator. Já o tipo B é decorrente da ausência do Fator IX.

Apesar de não ter cura, pessoas que lidam com a hemofilia podem controlar os sangramentos com a realização de tratamento adequado. Atualmente esse tratamento é feito com Reposição do fator de coagulação, através de infusões intravenosas, que podem ser feitas de 2 a 3 vezes por semana, de maneira preventiva, ou sob demanda, em casos de sangramentos.

#hematologistajuliana #hematologista #saúde #hemato #medicina
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
☎️ Agende sua consulta pelo telefone (55) 3025-2400
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
👩‍⚕️ Dra. Juliana Chiodelli Salvador
Hematologista e Hemoterapeuta
CREMERS 33629 – RQE 31312
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
✅ Convênio com Ipe Saúde
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
📍 Rua José Bonifácio, 2355 – Sala 812
Policlínica Provedor Wilson Aita – Santa Maria / RS
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🌐 www.julianasalvador.med.br

HUSM realiza transplante inédito

Integrando o quadro de médicos hematologistas do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM) desde 2016 e tendo participado de diversos transplantes, a Drª Juliana Chiodeli Salvador fez parte da equipe envolvida em um procedimento inédito no HUSM, realizado na última sexta-feira, 18/03/2022.

Trata-se de um Transplante de Medula Óssea Haploidêntico, quando doador e receptor não são 100% compatíveis.

A medula óssea é um tecido líquido-gelatinoso localizado no interior dos ossos, responsável por fabricar os elementos do nosso sangue. É lá que nascem as células-tronco hematopoéticas, que após o processo de diferenciação se tornam os glóbulos brancos (que combatem infecções), vermelhos (que carregam oxigênio) e plaquetas (que ajudam na coagulação), sendo então lançados na corrente sanguínea.

O Transplante Alogênico de Medula Óssea é realizado a partir de um doador, cujo grau de compatibilidade é determinado por um conjunto de genes localizados no cromossomo 6. Na impossibilidade de um doador 100% compatível, é possível fazer um transplante com doador 50% compatível, como o realizado no HUSM, chamado Transplante Haploidêntico.

Com 326 transplantes de medula realizados desde a década de 90, o HUSM é referência neste tipo de tratamento. Entretanto, esta foi a primeira vez que sua equipe médica realizou um Transplante Haploidêntico, procedimento relativamente novo no mundo, sendo realizado na última década.

João Paulo Pasa, de 65 anos, funcionário técnico administrativo da prefeitura de Santa Maria, foi diagnosticado com leucemia há cerca de 3 anos e meio. Desde o início do tratamento foram realizadas 8 internações para quimio e radioterapia. Em 2020 foi constatada a necessidade de um transplante.

Não tendo encontrado doador 100% compatível, a solução veio através do transplante haploidêntico, com a filha de João Paulo como doadora.

O procedimento durou cerca de 4 horas e envolveu uma equipe de 15 profissionais, entre médicos e enfermeiros. Naiana, a doadora, foi anestesiada e posicionada de bruços, os médicos fizeram a punção e as aspirações para a coleta da medula do osso da bacia. O material foi repassado, em seringas, aos enfermeiros, que fizeram a preparação ali mesmo. Filtrada e pronta, a medula foi infundida no paciente.

Naiana, a doadora, já foi liberada. João Paulo deve ficar em média 30 dias internado para acompanhamento clínico. Ambos passam bem.

 

#hematologistajuliana #hematologista #saúde #hemato #medicina
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
☎️ Agende sua consulta pelo telefone (55) 3025-2400
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
👩‍⚕️ Dra. Juliana Chiodelli Salvador
Hematologista e Hemoterapeuta
CREMERS 33629 – RQE 31312
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
✅ Convênio com Ipe Saúde
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
📍 Rua José Bonifácio, 2355 – Sala 812
Policlínica Provedor Wilson Aita – Santa Maria / RS
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🌐 www.julianasalvador.med.br

ASH Highlights sobre Mieloma Múltiplo

Participei neste sábado, 18/12/21, em Porto Alegre, do ASH Highlights sobre Mieloma Múltiplo.

O evento, promovido pela Janssen, veio como possibilidade de atualização em Mieloma Múltiplo debatendo estudos apresentados no congresso americano de hematologia.

Realizado de forma híbrida, o ASH Highlights conectou 5 cidades brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Salvador e Porto Alegre.

Na foto, me acompanham os Drs. Rosane Bittencourt e Marcelo Eduardo Capra, Hematologistas de Porto Alegre.

#hematologistajuliana #hematologista #saúde #hemato #medicina
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
☎️ Agende sua consulta pelo telefone (55) 3025-2400
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
👩‍⚕️ Dra. Juliana Chiodelli Salvador
Hematologista e Hemoterapeuta
CREMERS 33629 – RQE 31312
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
✅ Convênio com Ipe Saúde
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
📍 Rua José Bonifácio, 2355 – Sala 812
Policlínica Provedor Wilson Aita – Santa Maria / RS
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🌐 www.julianasalvador.med.br

12 anos de Graduação em Medicina

Hoje comemoro 12 anos dessa data mais que especial em minha vida, a formatura da Graduação em Medicina.

O AMOR AO PRÓXIMO é a essência do SER MÉDICO.

Quando se escolhe exercer a Medicina, esta escolha vem junto a um amor profundo pelo ser humano. Uma dedicação intensa ao aprendizado que visa salvar vidas. Uma opção por estudar e aprender todos os dias, pelo resto de nossas vidas, focando em como tornar melhor o atendimento ao paciente que nos busca.

#hematologistajuliana #hematologista #saúde #hemato #medicina
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
☎️ Agende sua consulta pelo telefone (55) 3025-2400
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
👩‍⚕️ Dra. Juliana Chiodelli Salvador
Hematologista e Hemoterapeuta
CREMERS 33629 – RQE 31312
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
✅ Convênio com Ipe Saúde
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
📍 Rua José Bonifácio, 2355 – Sala 812
Policlínica Provedor Wilson Aita – Santa Maria / RS
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🌐 www.julianasalvador.med.br

Dia Nacional de Combate ao Câncer

Câncer é o nome dado a um conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado de células que invadem tecidos e órgãos. Agressivas e incontroláveis, estas células dividem-se rapidamente, determinando a formação de tumores, que podem se espalhar pelo corpo.

O câncer surge de uma mutação genética, uma alteração no DNA da célula, que passa a receber instruções erradas para suas atividades. Em razão dos vários tipos de células do corpo, originam-se os diferentes tipos de câncer.

Embora não tenha uma causa única, o câncer pode surgir por fatores externos (presentes no ambiente) e internos (hormônios, condições imunológicas e mutações genéticas). Esses fatores podem interagir de diversas formas, originando o câncer.

Existem ainda alguns fatores genéticos que tornam determinadas pessoas mais suscetíveis à ação dos agentes cancerígenos do ambiente.

A prevenção do câncer engloba ações para reduzir os riscos de ter a doença.

O objetivo da prevenção primária é impedir que o câncer se desenvolva. Isso inclui evitar a exposição a fatores de risco e adotar um modo de vida saudável.

A prevenção secundária visa detectar e tratar doenças pré-malignas (por exemplo, lesão causada pelo vírus HPV ou pólipos nas paredes do intestino) ou cânceres assintomáticos iniciais.

O Dia Nacional de Combate ao Câncer foi instituído em 1988, com o objetivo de ampliar o conhecimento da população brasileira sobre o câncer, principalmente a sua prevenção.

#dianacionaldecombateaocâncer #câncer #hematologistajuliana #hematologista #saúde #hemato #medicina
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
☎️ Agende sua consulta pelo telefone (55) 3025-2400
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
👩‍⚕️ Dra. Juliana Chiodelli Salvador
Hematologista e Hemoterapeuta
CREMERS 33629 – RQE 31312
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
✅ Convênio com Ipe Saúde
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
📍 Rua José Bonifácio, 2355 – Sala 812
Policlínica Provedor Wilson Aita – Santa Maria / RS
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🌐 www.julianasalvador.med.br

Dia do Doador Voluntário de Sangue

Comemorado em 25 de novembro, o Dia do Doador Voluntário de Sangue se destina a homenagear as pessoas que dedicam um tempinho do seu dia para doar sangue, e serve também para informar e conscientizar a população sobre a importância de ser um doador.

Doar sangue é um ato de solidariedade que ajuda a salvar vidas todos os dias, por meio das transfusões de sangue. Atualmente, são doadas cerca de 3,6 milhões de bolsas de sangue por ano no Brasil, segundo dados da Fundação Pró-Sangue.

Estabelecido através do decreto 53.988, de 30 de junho de 1964, o Dia do Doador Voluntário de Sangue foi definido como 25 de novembro em razão do aniversário de fundação da Associação Brasileira de Doadores Voluntários de Sangue.

Os doadores também podem celebrar o dia 14 de junho, Dia Mundial do Doador de Sangue.
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), para doar sangue é necessário seguir algumas regras, dentre as quais:
• Ter entre 16 e 69 anos;
• Ter, no mínimo, 50 quilos;
• Estar saudável;
• Estar bem alimentado e descansado;
• Após o parto, as mulheres devem esperar para doar sangue – entre 90 dias (parto normal) e 180 dias (cesariana);
• Após uma doação de sangue as mulheres devem esperar 90 dias para voltar a doar, enquanto que os homens devem esperar 60.

Em Santa Maria, as doações são feitas no Hemocentro Regional de Santa Maria, que fica na Alameda Santiago do Chile, nº 35. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h e no 3º sábado do mês das 8h às 12h.

As doações devem ser agendadas pelos telefones (55) 3221 5262, (55) 3221 5192, pelo WhatsApp (55) 98428 8274 ou pelo agendamento online, disponível no link: https://saude.rs.gov.br/agendamento-para-doacao-de-sangue

#hematologistajuliana #hematologista #saúde #hemato #medicina
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
☎️ Agende sua consulta pelo telefone (55) 3025-2400
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
👩‍⚕️ Dra. Juliana Chiodelli Salvador
Hematologista e Hemoterapeuta
CREMERS 33629 – RQE 31312
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
✅ Convênio com Ipe Saúde
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
📍 Rua José Bonifácio, 2355 – Sala 812
Policlínica Provedor Wilson Aita – Santa Maria / RS
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🌐 www.julianasalvador.med.br

Dia Mundial da Síndrome Mielodisplásica

A Síndrome Mielodisplásica ou SMD é uma desordem da medula óssea que se caracteriza pela incapacidade da medula óssea de produzir células sanguíneas maduras e funcionais.

De uma maneira simplificada, a medula óssea é a responsável por produzir os três tipos de células do sangue:

Os glóbulos vermelhos ou hemácias – responsáveis pelo transporte de oxigênio para os tecidos;
Os glóbulos brancos ou leucócitos – encarregados da defesa do organismo;
E as plaquetas – essenciais na coagulação do sangue e portanto, para evitar sangramentos.

Os principais sinais da SMD decorrem da diminuição de um ou mais tipos de células do sangue, podendo apresentar como sintomas:

• Queda de hemoglobina com palidez cutânea, fraqueza, tontura, palpitações e falta de ar;
• Queda de leucócitos com infecções de repetição, principalmente bacterianas;
• Queda de plaquetas com risco aumentado de sangramentos.

A Síndrome Mielodisplásica também se caracteriza pelo risco de evolução para uma leucemia mieloide aguda. Este risco pode ser mais elevado em alguns pacientes, dependendo de alguns critérios observados no diagnóstico e ao longo da doença. A definição desse risco serve de norte para o tratamento da SMD.

A doença tem incidência em torno de 4 a 5 casos a cada 100.000 pessoas por ano e aumenta com a idade, principalmente acima dos 65 anos, mas também existem raros casos em pacientes jovens e até crianças.

A SMD pode ser primária, ou seja, sem nenhuma causa relacionada, ou secundária, quando ocorre após tratamento com quimioterapia e radiação para outros tipos de câncer.

O primeiro passo para diagnosticar a doença está no hemograma, onde se pode visualizar baixas taxas de uma ou mais linhagens de células do sangue.

O diagnóstico precoce garante melhores resultados no tratamento. Por isso é importante observar os sintomas, bem como realizar exames periodicamente.

AllEscort